quinta-feira, 30 de junho de 2011

PETRÔNIO,O "AFUNDA BARCOS"



Ele veio pelos telhados das casas e veio meio tímido e faminto.Magro,coitado!Seus olhos brilhavam de fome.Veio de mansinho,todas as noites vinha e virava o lixo.Até que um dia meus netos o viram,depois minha filha viu e me chamou.Cheio de fome,aceitou o prato de ração que coloquei para ele.Comeu e foi embora.Mas no dia seguinte voltou.E pediu comida com os olhos e um miado.Ernesto morreu de velho e eu sofri muito,mas creio que foi Deus que mandou Petrônio para me consolar.Pois quando estou triste de saudades ele sempre chega e me faz carinho do seu jeito:se esfregando nas minhas pernas.Meus gatinhos Juquinha e Ernesto viveram comigo mais de uma década da minha vida,foi muito tempo de convivência,por isso estou sofrendo tanto.Mas quando Petrônio chega,fico tão feliz!Ele tem o poder de me trazer alegria.Meu neto que escolheu este nome para ele.Ele leu um livrinho de historinha de um pirata chamado Capitão Petrônio Afunda Barcos E batizou o gato com este nome.Ele vem todos os dias miando e pedindo comida.E quando o vejo meu coração se enche de amor,pois ele já conquistou meu coração.

terça-feira, 21 de junho de 2011

MINHAS MAÇÃES

Estou de volta à este espaço,pois não aguentava de saudades dos meus seguidores.Esta é a cortina da minha cozinha com as mçãs que aprendi com a Rê Batista do blog  Casa,Corpo e Cia,o Jeito Mulherzinha de Ser.Coloquei adesivos nos vidros do basculhante para disfarçar e cobrir alguns buracos feitos por pedradas há alguns anos atrás,quando na rua dos fundos da minha casa não tinha ainda prédio altos.Alguns desocupados jogavam pedras nos telhados e nas casas altas da minha rua.Mas graças a Deus agora isso acabou,pois construíram prédios altos lá também e agora ninguém apedreja mais nenhum telhado por aqui.Mas fica difícil trocar os vidros pois o prédio é muito alto e embaixo tem o telhado da lavanderia da minha sobrinha e não ariscaria a vida do meu marido,filhos ou qualquer outra pessoa por nada deste mundo.Então resolvi usar os adesivos para esconder os buracos feitos pelos vândalos.Minha cozinha é estreita e comprida:5,75 x 1,75.Os azulejos são antigos,mas não pretendo trocá-los,pelo menos por enquanto.Vou trocar o piso,mas vou esperar as férias para isso.Quanto aos azulejos,pretendo dar um novo visual com aquele rejunte que se aplica com a própria embalagem (não consigo lembrar o nome) e estou procurando adesivos de frutas ou legumes para enfeitá-los.Eu não pretendia escrever mais aqui,mas como hoje vim aqui e vi os comentários carinhosos e o número de visitas,além de novas seguidoras,resolvi continuar.Pretendo,em breve comprar mais espaço no Picasa para poder armazenar mais fotos.Mas como criei outro blog em outra conta do Google que eu possuo,vou usá-lo para colocar receitas e tutoriais.Quando eu postar algum trabalho com passo a passo,mostro o trabalho pronto aqui e digo que tem o PAP no outro blog:O Mundo e as Coisas de Lenira.Obrigada pelos comentários que eu ainda não respondi,mas logo farei uma visitinha e irei comentar no blog de todas vocês.Beijos e uma Boa Noite. 

quinta-feira, 16 de junho de 2011

ERNESTO,TAMBÉM NÃO VOU TE ESQUECER NUNCA,MEU GATINHO QUERIDO.

Agora meu Ernesto foi fazer companhia ao Juquinha.Nunca os esquecerei.Eu os criei desde bebezinhos e eles viveram a vida inteira ao meu lado.Este ano,no início de janeiro eu perdi Juquinha e esta semana,mas precisamente na segunda feira perdi Ernesto.Eu o deixei de manhã aparentemente bem.Dei-lhe comida e água e fui trabalhar.Quando cheguei do trabalho minha filha me disse que ele estava passando mau.Ele só estava me esperando,Olhou para mim cheio de amor e eu o agasalhei bem.não pude levá-lo ao veterinário pois já estava tarde e quando foi de madrugada ele morreu.Desde então estou triste,com o coração partido e a saudade está doendo muito.Eu sempre tive bichos,principalmente gato e cachorro (quando era criança também tive até galinhas,patos e marrecos),Todos os meus bichinhos foram importantes para mim,mas os que tive nos últimos anos foram especiais.Foram muitos gatos nestes últimos dezesete anos da minha vida:Cirilo,Fred,Pablo,Gorgorino,Tatá,Lourinho,Tobias e Genival,além de Ernesto e Juquinha e Herald.Parece parece incrível,mas chegou uma época em que cheguei a ter dez gatos (mas tem gente que tem até mais) e todos os outros se foram e os últimos que restaram foram Juquinha e Ernesto.Eu pedi a Deus que eles vivessem o tempo de vida de um gato.E eles viveram até este ano.Juquinha tinha treze anos quando morreu agora em janeiro e Ernesto tinha quatorze.Não sei exatamente a média de vida de um gato,mas creio que estes anos foram o tempo que Deus determinou para que eles dois vivessem.É uma graça para quem ama gatos,ver eles viverem tanto tempo,principalmente aqui no Brasil,onde talvez por causa de algumas superstições,eles são perseguidos,detestados e assassinados.Dizem que gato preto atrai má sorte,mas azar mesmo é lidar com uma pessoa que não respeita o direito dos animais  de viverem e tira a vida de gatos inocentes em nome de sincretismos ou maltrata cães,gatos e todo tipo e espécie de animal,até mesmo seus semelhantes.Graças a Deus consegui proteger meus gatos e os cães que tive também de serem vítimas destes verdadeiros monstros.Meu Ernesto estava se achando o rei da casa,pois estava sendo,como sempre foi, tratado com todo dengo e amor,e agora eu o paparicava ainda mais,por causa da morte de seu irmão.Agora ele foi fazer companhia ao Juquinha e seus outros irmãozinhos e pela fé que tenho neste Deus maravilhoso,que me concedeu a graça de ser pastora de um rebanho de dez gatos e eles viverem o seu tempo de vida longe das maldades de que outros animais são vítimas,esta dor um dia vai passar e só vai ficar uma saudade boa.O mais incrível é que Deus sabendo de todas as coisas,poucas semanas antes do Ernesto morrer proveu uma consolação para minha dor.Poucas semanas antes do Ernesto me deixar,apareceu um gatinho aqui em minha casa faminto.Passei a alimentá-lo e ele sempre vinha nos horários das refeições e depois que comia ia embora.Desde que Ernesto partiu,ele está vindo e está ficando cada vez mais tempo e é muito amoroso.Minha filha até acha que talvez seja Deus que tenha mandado esse gatinho para me consolar,pois sabia o quanto eu iria ficar triste.O mais incrível ainda é que eu sempre ficava triste quando lembrava do Juquinha,mas depois que esse gatinho apareceu,a tristeza se acalmou e em seu lugar ficou uma saudade boa,que não machuca e antes machucava muito.Mas agora,minha saudade do meu Ernesto está doendo tanto!Continuo dando comida ao gatinho,antes eu só dava comida,pois Ernesto podia ficar com ciúmes.,mas agora também estou dando carinho,pois ele está abandonado e precisa de carinho.Corrigindo:estava abandonado,mas agora não está mais,pois ele tem quem dê comida e carinho a ele e um cantinho para se abrigar,se ele quizer ficar.Mas a saudade dos meus "meninos" Ernesto e Juquinha vai ser eterna.Foram muitos anos da minha vida dedicados a eles.Quantas viagens deixei de fazer só para ficar com eles!Quanto amor eles me deram em troca de um pouco de carinho,comida e cuidados!E quantos ronrons,lambidinhas,esfregadinhas nas minhas pernas!Quantas brincadeiras quando eram jovens e quanta sabedoria naqueles olhares de quem para mim nunca envelhecia,mas que já sentia o peso da idade e a velhice tranquila de quem passou a vida toda sendo paparicado e nunca precisou lutar pela própria sobrevivência,pois eu os provia de tudo que eu podia lhes dar,além do meu amor!Nunca irei esquecer os meus "meninos".Está doendo muito.Que saudades das nossas "conversas".Eu não falava a linguagem deles e eles nem sequer falavam,mas nós nos entendíamos muito bem.Cada miado deles expressava uma emoção,uma vontade,um sentimento ou simplesmente me chamava ou dizia o quanto eles me amavam e eu era importante na vida deles.E pensar que,há uma ano atrás,eu quase morri quando minha pressão subiu tanto que tive que ser levada para uma emergência às pressas.Eu só pensava o que seria deles sem mim.Mas eu fui salva da morte e sobrevivi para cuidar deles até o fim.Apesar da saudade,sinto uma enorme sensação de missão cumprida e de que dei conta do rebanho de gatos que Deus me deu para cuidar.Agora ele me confiou outro ser necessitado para que eu o alimente e dê um pouco de carinho.Meu neto já até o batizou de Petrônio Afunda Barcos,um pirata personagem de um livrinho de historinha que ele leu.Aqui em casa bicho tem nome de gente e é tratado com muito respeito e carinho.Como todos eles merecem ser tratados.Deverei ser sempre assim,independente de serem chamados de nomes de gente ou não.Afinal,todos merecem respeito seja gente ou seja bicho,seja animal,vegetal ou a própria Natureza de que fazemos parte.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

ESTAS MÃOZINHAS...


são mãozinhas temidas pelos miniaturistas.Tão delicadas e desajeitadas.Mas estas mãozinhas que aparecem na foto adoram brincar com miniaturas.Quem sabe no futuro também irão criar miniaturas,pois seu dono é louco pelas coisas pequeninas.

terça-feira, 7 de junho de 2011

MINHA PRIMEIRA TILDA





Estou apaixonada por estas gracinhas chamadas Tildas.E de tanto escafunchar na net,encontrei os moldes das belezinhas e pretendo comprar um ou mais livros da coleção Tildas.Esta criação é de uma designer norueguesa chamada Tone Finnanger e além de bonecas ela cria outros artigos e escreve livros sobre este universo chamado Tildas.Fiquei encantada com as coisas que ela cria,principalmente as bonecas e já consegui vários moldes Tildas e a primeira coisa que fiz foi um coração,mas minha netinha ficou louca por ele e eu dei o coração para ela.Ontem fiz minha primeira boneca Tilda e também dei para ela,mas antes que ela levasse a boneca embora fotografei e aí está:a minha primeira Tilda,com asinhas e tudo.Mas pretendo fazer muitas outras,tres já estão cortadas esperando o próximo fim de semana para ficarem prontasPara quem quizer fazer também,aí está os moldes que encontrei e peguei na net,é só seguir o passo a passo e mãos à obra.Aminha não ficou igual,igual,mas minha neta adorou.Ah,ia esquecendo.Esta boneca e aquela que apareceram na novela Cordel Encantado,foram feitas com os moldes criados por Tone Finnanger

Esta postagem está no Mosaico da Rejane Batista,uma grande Festa que ela promove todas as semanas em seu maravilhoso blog.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...